Viver Mais Simples

O fio da espada
Publicado por Leticia Carneiro em 19/10/2016

O fio da espada

Examino e a lâmina ainda está bem afiada. Minha boa e velha espada. Invoco minha porção samurai. É tempo de escolher. Preciso buscar a disciplina. A contenção. A clareza. Giro os pulsos, minha espada faísca. Não perdi o jeito. Agora, mais precisa. Mais madura. Menos impulsiva. N...
Verter palavras
Publicado por Leticia Carneiro em 18/10/2016

Verter palavras

Comprovo  o que já sabia. Caminhar no automático emudece. Por algum tempo andei anestesiada. No tic tac das tarefas cotidianas, no fluxo initerrupto de trabalho que eu mesmo crio, nos velhos hábitos. Houve o tempo das raivas. Dos medos. E uma longa sombra de tristeza. Até que  acordei...
Tempo gengibre
Publicado por Leticia Carneiro em 17/10/2016

Tempo gengibre

Na culinária japonesa, o gengibre é usado para a transição entre pratos. Propicia uma limpeza do paladar. É também estimulante, aquece,  espanta a tristeza. Agora são meus tempos gengibre. Transição entre páginas. Lenta e inexorável digestão de passados, presente e futuros. Há uma cer...
Dona da minha casa
Publicado por Leticia Carneiro em 13/10/2016

Dona da minha casa

Não faz nem um mês, mudei-me para um novo lar. Tempo de recomeços. Uma casa sonhada há anos, um desabrochar do viver mais simples. Não é pequena, mas bem menor do que as moradas das últimas décadas. O espaço ficou maior aqui dentro. Aprecio as pequenas tarefas cotidianas, pela prim...
A criança em mim
Publicado por Leticia Carneiro em 12/10/2016

A criança em mim

Hoje é dia das crianças e de todas as partes recebo mensagens sobre a criança que fomos. O pensamento voa e percebo que minha criança trazia a essência mais pura do que sou hoje. Fonte primeira da criatividade, liberdade de errar, alegria que tantas vezes me faltam agora que sou adulta. ...
Após o inverno
Publicado por Leticia Carneiro em 06/10/2016

Após o inverno

São tempos de redescoberta. Pequenos detalhes de mim. Esquecidos. Uma fase "vermelha" invade o blog. Descobrir-me maçã, romã. Fruto e flores. Acordar depois de um sono profundo entre rotinas e obrigações. Suavizar-me. Incendiar-me. Toda a paleta do feminino adormecido pela inérc...
Saborear a vida
Publicado por Leticia Carneiro em 05/10/2016

Saborear a vida

Ando imersa em histórias. Agora lembrei-me de Branca de Neve. De sua vida de rotina imaculada, esfregando as escadarias sem contemplar outros horizontes. Até sua vida ser ameaçada. Estavam atrás de seu coração. A compaixão do caçador permitiu que ela seguisse no seu caminho selvagem. ...
Inove-se
Publicado por Leticia Carneiro em 04/10/2016

Inove-se

Acabo de encerrar um experimento. Cinco encontros sobre ser quem somos. Inovar-se. Através do autoconhecimento, da coragem, da criatividade, do tempo e do dinheiro. Mais uma vez, caminhei de mãos dadas e voei longe. Para o coração nômade, viajar tão longe foi um prazer. Batendo ...
Sobre romãs
Publicado por Leticia Carneiro em 01/10/2016

Sobre romãs

É preciso caber na palma das mãos. É preciso não ser doce nem ácido. É preciso ter sementes. É preciso verter sumo. É preciso ser macio e suculento. Rutilar como rubis. É preciso esperar o tempo da colheita.   Romãs requerem tempo.
O sabor da vida
Publicado por Leticia Carneiro em 30/09/2016

O sabor da vida

A doçura. Do despertar barulhento dos filhos. Da maciez da colcha nova. Do quente no chuveiro forte. Do vento súbito no rosto, na caminhada. Do café, o pão de mel, o arroz mexido com ovos. Do amor recebido e partilhado. Do cuidado dos amigos. De testemunhar o florescer do out...